domingo, 15 de fevereiro de 2009

Fusão Uem/Fafipa - Diário do Noroeste de Paranavaí abre espaço para os que são contra a fusão

Na edição deste domingo (15) do DN, foi aberto espaço para alunos e professores que são contra a propalada fusão Uem/Fafipa.

Leia
Nada mais justo que se dê espaço a um tema tão debatido nos últimos meses. O espaço aberto - uma página - configura interesse do DN em cobrir os grandes temas que envolvem a nossa sociedade.
O que se espera agora é que esse tão tradicional e respeitado jornal de nossa cidade, como manda a prática do bom jornalismo, abra o mesmo espaço para a sociedade organizada que se mostra favorável à referida fusão, ou incorporação, como queiram. É exatamente isso que estamos fazendo em nosso blog, onde publicamos comentários de pessoas favoráveis ao projeto de fusão e também de pessoas que são contra.
Ainda como matéria relativa ao assunto, o jornalista Saul Bogoni, em sua coluna Sinopse Geral, hoje, publicou 3 notas, que passam a nítida impressão de que o projeto pró-fusão é algo inviável e desnecessário. Leia abaixo :
====================================================
CONTINUA A DISCUSSÃO em torno da incorporação da Fafipa pela UEM. O diretor José Pasczuck tem convidado pessoas influentes da cidade para conhecerem as instalações da Fafipa e o que foi conquistado nos anos recentes. Isto porque a maioria dos que defendem a incorporação simplesmente nunca entraram na Fafipa, não sabem como funciona, sua abrangência e sua importância para o desenvolvimento da região.
====================================================
DURANTE SUA ESTADA em Paranavaí (quinta-feira ela foi paraninfa geral dos formandos da Fafipa, turmas 2008), a secretária Lygia Pupato, de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, falou sobre a proposta de algumas lideranças sobre a incorporação. Ela chegou a brincar ao dizer que se deve ter “muita calma nessa hora”.
====================================================
NOS BASTIDORES, em off, a secretária Pupato e o governador Roberto Requião, ao ouvirem sobre o assunto, têm a mesma opinião que vimos manifestando desde o início desse debate. Ou seja: em vez de simplesmente entregar um patrimônio valioso como a Fafipa para a UEM, é muito mais importante iniciar uma campanha pela criação da Universidade do Noroeste (ou do Arenito Caiuá, ou outro nome que represente a região). Há quem diga que ouviu em conversa informal do governador Requião que a incorporação seria a pior coisa para a Fafipa e que ele não terá condições, em fim de Governo, de transformá-la em Universidade, mas que as lideranças locais devem negociar com o próximo governador o apoio para isso. O recado está dado.
====================================================

34 comentários - clique aqui:

luiz carlos disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
beto disse...

Realmente os que defendem a fusão são na grande maioria forasteiros, eu moro em Paranavai e estudo na FAFIPA, quero uma FAFIPA forte e grande, mas pertencendo a paranavai e não submissa a Maringá.

José Carlos, Paranavaí disse...

O que que é isso Senhor Bogoni... "muita calma nessa hora" prudência e caldo de galinha não faz mal a nínguém. Bogoni, essa de "empurrar" para o outro governo... até quando? Paranavaí padece por falta de lideranças políticas, justamente porque o grau de atraso que se encontra é tão grande que os investidores fogem daqui. Pensar como o senhor pensa é regredir em termos de ensino superior. Conheça a FAFIPA, visete suas instalações, colégios da rede básica posuem tv/pendrevi de 29' e na FAFIPA, TV 20'. Colégios de grandes cidades tem muito mais recursos para as atividades pedagógicas do que a FAFIPA senhor Bogoni. Respeito a posição dos que não querem a fusão, mas acredito que vincular uma coisa com outra é pura falta de fundamento. Veja a nova sede administrativa? O que é... pensou-se em um estacionamento para as autoridades, para os visitantes... as salas internas com divisórias???? Senhor Bogoni, conheça melhor a FAFIPA, tem muita coisa boa, excelentes professores, bons laboratórios etc, mas como faculdade está de muita coisa. É preciso distinguir o que é faculdade e o que é universidade. O papel que cada uma exerce na sociedade. Não são iguais. Muitos convênios a FAFIPA não pode realizar com os governos estadual e federal porque é uma faculdade e, muitos recursos deixam de vir para Paranavaí em virtude disso?

Mas Joaquim, O DN está menosprezando a ACIAP, a APP-Sindicato, A Sociedade Rural... que são grandes financiadores do jornal... será que eles vão querer comprar "briga" com a sociedade civil? Como diz minha vó, "prudência e caldo de galinha não faz mal a ninguém".
Que o jornalismo responsável não se curve ao fascismo.

Anônimo disse...

O grupo do Anibal está cada vez mais forte, seja em Paranavai ou Maringá, quem sabe uma candidatura a deputado.

Anônimo disse...

Joaquim pelo fato do seu blog ser a fonte de informação mais lida pelos nossos governantes em Curitiba, começou a ciumeira do cidadão de maior "influência" em Paranvaí, Saul Bogoni chefe do nucléo de educação, cargo este de indicação do deputado Teruo. O deputado Teruo a credibilidade um afilhado político esta no prestígio político que o mesmo tem junto a comunidade local, o Saul Bogoni por exemplo , o trabalho dele como cabo eleitoral , se avaliar-mos pelo tanto de votos 342que conseguiu para seu irmaõ na última eleição para vereador,deixa a desejar, isso mostra que o deputado precisa trocar de cabo eleitoral, senão vai ser deputado de um madato só.

Anônimo disse...

Os contras o desenvolvimento de Paranavaí, ja estão falando até em nome do Governador como é o caso do Saul Bogoni, ocupa cargo no governo indicado pelo Teruo. O Saul se posiona contra a posição da sociedade civil faz parte do pelotão de choque do Pasczuck/Anibal, que chamam o governador de MARIA LOUCA, e o Saul se intitula de porta voz do Requião. Eu aposto que o Saul não usa presto barba, deve usar com certeza oléo de peroba, como creme para pasar na tremenda cara de pau.
Teruo, na eleição para deputado do ano que vem, você vai querer o apoio da sociedade civil de Paranavaí e região ao vai de Saul Bogoni?

Anônimo disse...

Investimento na FAFIPA para construção de novos blocos e imprantação de novos cursos e não ficar com esta balela de fusão.

Anônimo disse...

Senhor Saul,
o senhor é cargo de confiança do governador, portanto, acredito que quando fala em nome do governador V. Sª. está respaldado por uma procuração do mesmo. De tal forma, devo acreditar que o governador chamou-nos a todos de tolos e burros não é mesmo?

Anônimo disse...

Anônimo das 14h44

Gostei do "imprantação".
Foi assim que você aprendeu na Fafipa ?

Maria Clara disse...

Perdão... mas não entendi o comentário do sr. Luiz Carlos (10:48).
As pessoas que ele cita são "baba-ovo", ou como alguns dizem "puxa-saco" pois estão a favor do que pensa o sr. Pasczuk, como alguns outros?
Aliás, o Anibal é doutor em quê??? Fez doutorado em que área, qual a instituição?
Ou como diz o valoroso Balestra: Hannibal.
Ih, acredito que sou lerda...

Maria Clara disse...

Ah! Sr. Luiz Carlos...

Também sou filha desta terra. Amo Paranavaí e quero crescer com ela.

Grosserias e ataques raivosos só fazem mal a alma.

A discussão não. Essa é salutar e engrandece o homem.

Por isso defendo o debate, a comissão instalada e o processo democrático, daqueles que são a favor ou contra a fusão FAFIPA/UEM.

"E, assim, se este chão que eu beijei, for meu leito e perdão, vão saber que valeu delirar e morrer de paixão".

VIVA O DEBATE. VIVA O BOM COMBATE.

Anônimo disse...

Olha só..então eu disse imprantação e os urubus acusam a FAFIPA ahahahahahhaa, coitados dos picaretas ahahaahaha.

Vanderlei Amboni disse...

Prezado Luiz Carlos, seja mais sério em sua fundamentação. Falar de Batista, de Amboni, de Cassio com fichas criminais é não ter seriedade e nem capacidade para debater. Acredito que sua intenção é, justamente, ofender homens públicos que não se escondem e tem participação ativa dentro da FAFIPA, defendendo a FAFIPA enquanto uma instituição pública, laica, gratuita e democrática. Nunca nos escondemos, talvez você nunca tenha participado de reuniões na faculdade.

Falar em fortalecimento do Prof. Anibal, em que sentido? ele não é forte? Luiz, debate é debate, são ideias que são postas em combate e, acredito que você sabe o que é isso. Ninguém disse que o Prof Anibal é fraco, até porque ele é um amigo de longa data que sabe o que é viver e ter divergências de idéias. Ele milita no mesmo campo político que o nosso.

Luiz participe do debate ajundando a construir um dialogo franco e aberta, sem bairrismo, dentro da racionalidade, afinal somos e temos civilidade o bastante para isso. Civilidade, urbanidade são princípios de racionalidade que os homens educados possuem.

Anônimo disse...

Quem estuda na Fafipa, aprende a escrever 'imprantação'? Tomara que não.

Tem sempre um Bogoni na teta.

Eles não fazem jornalismo. Fazem pressão por cargos públicos para a família e seus famigerados funcionários. Foi sempre assim, desde 1950.

Se fizesse jornalismo, nossa cidade seria diferente.

Eu teria vergonha dessa história.

Anônimo disse...

Você não disse "imprantação".

Você escreveu "imprantação".

Anônimo disse...

Senhor Bogoni,
faça o favor de fazer valer para a Sociedade a CC que recebe do governo do Estado, fazer seu trabalho como chefe do Núcleo Regional de Educação.
Por favor, não se meta a interpretar a fala de nossas autoridades.
O que a Secretária Lígia Pupatto disse foi "muita clama nesta hora", no sentido que é necessário decidir as coisas sem ESSA CORTINA DE FUMAÇA que toma conta de Paranavaí. Há muita paixão, sentimentalismo, irracionalismo no ar. A Secretária quis dizer que é necessário prudência, calma, sabedoria para se decidir as coisas... A Secretária sabe que um processo como esse é complicado, demora meses, pois demanda estudo, análise, legislação etc.
A Secretária acompanha o processo de fusão da Faculdade de União da Vitória à UNICENTO que já dura um ano e sabe como isso é demorado.
Senhor Bogoni, talvez seja por comportamento mesquinho como o seu que quando a Secrtária vem a Paranavaí, ela mede muito as palavras para falar com a imprensa.
Que jornalismo ridículo meu camarada.
Chega de ideologia vulgar.

Anônimo disse...

Jornal sacana, não? Muito antes de ceder espaço para o movimento a favor da fusão, abre espaço para os contrários, mostrando nitidamente a instrumentalização do periódico em favor dos "contra".

Joaquim, esperar "prática do bom jornalismo" por parte do DN é como esperar papai noel no natal. Acho muito saudável a longevidade atingida por um jornal do interior, mas, por outro lado, não posso esquecer que tal se deve, fundamentalmente, pela prática do jornalismo mercantilista de apoio incondicional aos detentores do mando político de ocasião, seja de qual partido ou ideologia for. Com tal prática, sempre perdeu a sociedade, pois o povo jamais teve vez e voz no jornal, eis que este sempre a serviço dos grupos dominantes.

A postura do editor e colunista Saul Bogoni não me causa surpresa, por conhecê-lo de há muito a sua opção política conservadora e colaboracionista com os aqueles detém o poder político em Paranavaí e região. Aqui um alerta aos que lideram a cruzada em favor da fusão, que, candidamente, acreditam na postura de magistrado - algo inaceitável em se tratando de detentores de mandato popular - do prefeito e do deputado: diante da premissa de que o DN e o seu colunista reverbera o pensamento do grupo que detém a hegemonia política em Paranavaí, segue-se naturalmente que o que defendem expressam o pensamento do prefeito e do deputado, conveniente e estrategicamente dissimulado.

A terceira nota do colunista chama a atenção ao tentar vender a idéia de que Requião é contrário ao movimento de fusão ao afirmar que "há quem diga que ouviu em conversa informal do governador Requião que a incorporação seria a pior coisa para a Fafipa".

O mau jornalista sempre se apóia na fonte anônima para desinformar e confundir a opinião pública, conduta absolutamente normal em se tratando de Saul.

[ZT]

Anônimo disse...

SOU CONTRA A FUSÃO, SOU MORADOR DE PARANAVAI, HÁ 48 ANOS, MEUS FILHOS NASCERAM AQUI. AQUI ESTUDARAM, A FAFIPA É NOSSA. ESPERO QUE O ROGERIO (PREFEITO) E O TERUO (DEPUTADO) AJUDEM A NÃO ENTREGAREM PARA MARINGÁ, CASO CONTRARIO SEREMOS DAQUI ALGUM TEMPO DISTRITO DE MARINGA. FALEI E DISSE. ABAIXO A FUSÃO, POIS ESSES QUE QUEREM A FUSÃO, ESCONDEM ALGUMA COISA POR TRÁZ E SEUS INTERESSES. É OU NÃO É DEMERVAL FARINHEIRA.......

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

O Joaquim de Paula, Sugiro que o você faça um análise de alguns comentários ,que de fato não ajudam e nada , fogem do foco, tem como objetivo agredir e difamar pessoas, eu não acho isso salutar , é preciso discutir profundamente a questão da fusão, mas com muita civilidade de alto nível como deve ser o debate, tem alguns comentários que leva a pessoas pensar que estamos discutindo pontos de venda de drogas, feita por marginais, este assunto da fusão é muito importante e não podemos perder tempo com estes comentários xenófobos.Seu blog é muito importante e de muita credibilidade. è apenas uma sugestão. Um grande abraço.

Anônimo disse...

A tropa de choque dos contra a Fusão, liderados pelos Pasczuck & Anibal e Cia, não tem limites no seus atos, agridem a sociedade civil de Paranavaí,ao governador Requião, o chamando de "Maria Louca",falam pelos quatro cantos que agora vão lutar para que a fafipa fique como esta, depois que a "Maria Louca " sair do governo emplacamos o que nós decidir-mos . O comandante da tropa, anda praticando terrorismo afirmando que não vai mudar nada, por que êle não quer e a congregação, também não, não adianta a sociedade querer, quem manda na fafipa são os professoes.O soldado Saul Bogoni dando uma de porta vóz do governo, quanta pretenção e para completar já estão falando na cadidatura do Hanibal para deputado. que turminha , me polpe

Anônimo disse...

FAFIUV DISCUTE FUSÃO COM UNICENTRO

Joaquim, esta matéria está na página da Fauldade Estadual de União da Vitória.
http://www.fafiuv.br/detalhe.php?ler=106





Fafi discute o futuro da instituição em Assembléia
Fafi discute o futuro da instituição em Assembléia
Instituições abrem o processo de discussão com exposição de dados copilados pela comissão de estudos sobre a fusão Fafi/Unicentro
“Está é uma reunião histórica e extremamente importante”, com estas palavras o diretor da Faculdade Estadual de Filosofia Ciências e Letras (Fafi), Eloy Tonon iniciou a Assembléia da Comissão de estudos sobre a fusão da Fafi à Universidade do Centro-Oeste (Unicentro). O encontro que foi realizado no auditório na noite de terça-feira, 22, reuniu corpo docente, acadêmicos, colaboradores da Instituição, representantes da sociedade e contou também com as presenças do vice-reitor da Unicentro, Aldo Nelson Bona, e do pró-reitor Fernando Franco Neto. Nesta assembléia a comissão designada pela direção da Faculdade apresentou um relatório referente às peculiaridades da estrutura organizacional da Unicentro.
O estudo referente à fusão das duas instituições ainda está em fase de discussão e apresentação da proposta. Em um primeiro momento, a idéia é aproximar a Unicentro da comunidade acadêmica da Fafi para posteriormente sanar as dúvidas da comunidade. Somente após a apresentação das duas realidades institucionais será possível tomar uma decisão. “Para que a vontade da maioria seja efetivamente uma vontade consciente, é necessário o conhecimento recíproco, é necessário o debate de idéias e é necessária a discussão”, afirma Aldo.
A Fafi com seus 48 anos de história constitui para a sociedade de União da Vitória e região um patrimônio cultural. A possibilidade de incorporar-se a Unicentro traz a idéia de que se perde este meio século de história. O que na opinião do diretor da Instituição é uma idéia conservadora. “Se estamos aqui, hoje, discutindo é pensando no que a coletividade ganhará em termos de avanço na qualidade de ensino e nas oportunidades para os estudantes. Ela será a eterna Fafi”.
Como Faculdade, a Fafi tem o compromisso com o ensino, podendo desenvolver pesquisa. Ao se transformar em campus da Unicentro, a Fafi por lei, terá o compromisso com o ensino, a pesquisa e a extensão, e receberá apoio para estas novas perspectivas.
Relatório do trabalho desenvolvido
O relatório foi desenvolvido pela comissão da Fafi que é composta por cinco professores, Márcia Marlene Stentzler, Michele Regiane Dias Veronez, Roseli B. Klein, Aurélio Bona Júnior e Valderlei Garcia Sanches. O estudo que iniciou em fevereiro deste ano contou com a análise dos regimentos das duas Instituições, visita aos campi da Unicentro em Guarapuava e Irati e estabelecido um organograma com uma nova estrutura administrativa para a Fafi de acordo com o estatuto da Unicentro.
Estes dados foram apresentados seguidos da explanação do vice-reitor da Unicentro que ficou a disposição para o esclarecimento de algumas dúvidas. Entre elas carga horária dos professores, situação do atual Instituto de Ensino de Pesquisa e Prestação de Serviço (IEPS), criação de novos cursos, orçamento e autonomia na construção das matrizes curriculares.
O vice-reitor disse que todas as questões deveriam ser discutidas e analisadas exaustivamente, já que para algumas ainda não há respostas, visto que independe da vontade das duas instituições, como o IEPS que é uma fundação particular.
Quanto à criação de novos cursos o vice-reitor afirma que hoje o governo estadual tem uma política de expansão zero. Portanto, não há previsão de criação de novos cursos no estado. O que não impede a extensão de cursos que existem em outros campi da Unicentro.
A questão orçamentária segundo o vice-reitor será um dos impasses para que a Unicentro concorde com a fusão. Pois a receita repassada pelo estado às duas Instituições não é suficiente. Se o estado apoiar a iniciativa deverá repassar mais recursos. Para isto a Unicentro vem preparando uma proposta reconhecendo o que impactaria esta fusão, a reposta depende de vontade política.
Ao final da Assembléia ficou definida a data 2 de junho para uma nova reunião em que será votada a decisão contraria ou favorável a incorporação.

***********************************


É interessante a forma democrática como as coisas são encaminhadas.
Enquanto isso, aqui tenta se vender a idéia de que todas as Faculdades estão irmanadas na luta pela UNESPAR

Anônimo disse...

O professor empresário da educação, Daniel da fafipa ,também professor e sócio-proprietário da Fateci do Nobel e, se de fato for. O comentário de uma autoridade local quando interpela o reporter Joaquim, fazendo a sequinte pergunta.Quando tiver vestibular da UEM em Paranavaí, quais os alunos que passarão os daqui ou os de fora? será que ele tem razão, se analisar-mos a posição contrária a FUSÃO do empresário da educação, Professor Daniel da Fafipa, O nobel só prepara seus alunos para o vestibular da Fateci e da FAFIPA, onde ele é professor, ou faz bico?
É professor, o negócio é fatura, com a Fateci, com o Nobel e também com a Fafipa, e a sociedade civil os alunos e os pais, bem,esses que se lixem. O professor esta sofrendo da síndrome do avarentismo, ou seja tudo por dinheiro. Bem cada um.....
cada um....

CARLOS FLORIANO FERREIRA disse...

É JOAQUIM DE PAULA BEM SE VÊ QUE O DIARIO DO NOROESTE SEMPRE ESTEVE A FAVOR DAQUELES QUE DOMINAM E ATRAZAM PARANAVAI. SE BEM ME LEMBRO QUASE TODO DIA APARECIA UMA NOTICIA SOBRE O MAURICIO YAMAKAWA E PASSAVA A IMPRESSÃO SEMPRE BOA DO EX-PREFEITO DE PARANAVAI ENTREGANDO HOMENAGENS PRA TODOS OS LADOS, E O MAIS ENGRAÇADO É QUE DEPOIS DE MESES DE DISCUSSÃO, COM REUNIÕES, QUE ESSE JORNAL ESCRITO SEQUER FEZ O FAVOR DE ANUNCIAR NO JORNAL OU COLOCAR UMA MATERIA CONSTRUTIVA SOBRE O ASSUNTO, DO NADA EDITA UMA PAGINA INTEIRA SOBRE A FUSÃO E DE CARA EXPÕE APENAS A OPNIÃO DE QUEM É CONTRA SEM SE QUER LEVANTAR ALGUNS PONTOS POSITIVOS OU NEGATIVOS SOBRE A QUESTÃO. ISTO MOSTRA CLARAMENTE COMO JA FOI DITO QUE O DIARIO DO NOROESTE(O JORNALECO)DEFENDE AQUELES QUE TEM O PODER OU QUE PAGAM MAIS PARA PUBLICAR AS MATERIAS NO JORNAL. É UMA VERGONHA PARA A PROFISSÃO JORNALISTICA QUE UM INSTRUMENTO DE INFORMAÇÃO SE COMPORTAR DESTE MODO, NO DOCUMENTARIO" ALEM DO CIDADÃO KANE" PODERIAM INCLUIR TAMBEM DIARIO DO NOROESTE, POIS SE COMPORTA DA MESMA MANEIRA.

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Parabéns ao anônimo das 22:45: é assim mesmo que se porta e faz quem gosta de Paranavaí e quer o progresso do ensino público superior.

Fui ao link informado, e vi que em União da Vitória a situação é de semelhante fusão, todavia, lá, ao contrário de Paranavaí, não há um anti-jornal tentando manipular a opinião pública, nem um Diretor com medo de perder emprego, como cá!

Nem se precisou lá de uma ampla comissão formada por entidades da sociedade local organizada; bastou uma comissão de professores para trazer a público as vantagens da fusão,e aparar as arestas do que se apresente desfavorável.

Enfim, lá SE DESEJA A FUSÃO, e se sabe que a história da faculdade local, com 48 anos, não será esquecida e seu orçamento será respeitado. Apenas se sabe lá que agora se trata de mais um capítulo dessa mesma história...

Exatamente como o que se dá em Paranavaí; a história da FAFIPA não será apagada, nem haverá “PERCA” da identidade cultural como aqui o dissera a autoridade-mor da cidade, o que seria de uma falta de coerência total de quem assim pensa, já que identidade cultural e história não se apagam... o que vai para o esquecimento são as pessoas manipuladoras, que por si se afundam em seus próprios e irresponsáveis egoísmos.

Cássio Augusto disse...

Caro Luiz Carlos (se é que existe mesmo um Luiz Carlos, ou seja, talvez trate-se alguém mal intencionado querendo se esconder!)...

Fico feliz que tenha lembrado da minha pessoa, afinal, isso demonstra que a minha participação neste debate é séria, ou seja, que tenho feito colocações pertinentes ao debate, que tenho provocado uma certa reflexão, e o mais importante, que não me escondo atrás de "fakes" ou "anonimatos"!!!

Tudo o que penso e o que falo é às claras... quero uma educação de mais qualidade para Paranavaí e Região, e estou convicto que, a união com a MELHOR UNIVERSIDADE DO PARANÁ, só trará benefícios econômicos e sociais para Paranavaí e Região!!!

Repito: Chega de bairrismo provinciano. A FAFIPA é uma instituição de ensino PÚBLICA de TODO o Paraná e não pertence a esta ou aquela cidade. Seus donos são todos os cidadãos paranaenses, e não uma casta de pessoas que vivem encasteladas em seus novos e modernos castelos.

A UNESPAR é uma falácia, e que só veio a tona agora, pq algumas pessoas têm medo da fusão. Pq? Não sei, mas desconfio de muita coisa.

O debate está posto e a sociedade civil está atenta. Não podemos perder o bonde da história. O crescimento da FAFIPA será maior e mais rápido se for campus da UEM. Caso contrário, passaremos mais alguns anos patinando e literalmente perdendo nossos jovens para outras regiões, e com um agravante, a maioria nunca mais volta!

Anônimo disse...

Edmilson Botequio
Alta Floresta - MT

A Democracia nos custou muito caro. Foram duas décadas de obscurantismo e imposição de pensamento único no Brasil. A construção democrática ainda é insipiente, é todo um processo coletivo e educativo.As sequelas da ditadura ainda persistem e se mostram quando quem detem qualquer forma de poder tenta impor uma idéia ou interesse, desrespeitando o contraditório, o diferente, o outro, se arrogando dono da razão e da verdade absoluta. O artigo do Balestra sobre o Diário do Noroeste deve ser lido e entendido tanto no foco específico do tema polêmico FAFIPA/UEM, quanto no foco geral do papel e da responsabilidade da imprensa na sociedade moderna, democrática, pluralista e desenvolvida que todos queremos. Em países mais evoluidos politicamente, a imprensa manifesta publicamente de que lado está e que interesses representa. Isso é conduta democrática, ética e respeitosa aos leitores, que sabem claramente de quem emana as informações que lê. No Brasil, quase toda a mídia se transmuda de democrática e imparcial, obrigando o leitor, ouvinte ou telespectador a decifrar nas entrelinhas os objetivos, interesses, verdades e mentiras de uma reportagem, informação ou noticia que recebe. Da mesma forma que o Balestra, também eu passei muitas madrugadas na oficina do DN lá na Rio Grande do Norte, quando saiamos da faculdade com o amigo Téia e tantos outros e ficávamos ali esperando a montagem e impressão do DN, para em seguida ser montado e impresso nosso jornalzinho do DATA/DCE o "AROEIRA", jornalzinho fundado em 1967, por acadêmicos da FAFIPA e que nós reeditamos por muitos anos a partir de 1983, quando fui presidente do DATA. Admiro o Balestra, pela sua lucidez, conhecimento, erudição e cultura, sem mesmo conhecê-lo pessoalmente e comungo da mesma indignação dele e dos leitores do DN ao verem na edição de domingo uma página inteira mostrando apenas um lado, apenas uma opinião sobre um assunto de interesse público e de tamanha relevância para toda a sociedade. Mais do que uma grave afronta aos princípios jornalísticos, tal fato deveria amedrontar a todos os que defendem sinceramente uma sociedade plural, democrática e evoluida. CONFESSO A TODOS que me sentiria muito mal, pela minha formação e princípios, se eu figurasse numa página inteira de opiniões em favor da fusão FAFIPA/UEM, sem que fosse ouvido o outro lado. Erros e equívocos acontecem e podem ser corrigidos. Acredito que esse episódio não deve macular a reputação do DN, mas deve servir de alerta aos seus editores e leitores, para o aperfeiçoamento desse importante veículo de comunicação pública, para que os importantes temas venham a público de forma mais precisa, completa, respeitando a todos os leitores e cidadãos, para que todos se sintam refletidos nas páginas do jornal. Valorizo a importância do DN como um importante instrumento propulsor de idéias e projetos para o bem de nossa gente de Paranavaí e Região. Portanto, sua missão vai além de informar e noticiar. Faço votos para que erros ou equívocos como esse, sejam eliminados, em nome do bom jornalismo, do ideal democrático e do desenvolvimento político e cultural dos cidadãos que nele buscam mais do que simplesmente notícias.

Joaquim de Paula disse...

Devido à sua relevância, este comentário acima, de autoria do advogado Edmilson Botequio, um paranavaiense que hoje mora na cidade de Alta Floresta (MT), também está publicado na página principal de nosso blog.

Anônimo disse...

Que temos que analisar sobre a matéria dos contra a fusão, os professores defendendo interesses pessoais,dentre eles até um professor empresário da educação de ensino superior(FATECI)concorrente e professor da fafipa, bem os alunos estudam e trabalham na fafipa segundo informações são estagiários, também defendendo interesses pessoais. Conclusão, MATÉRIA PAGA

Anônimo disse...

O bloganônimo das 20:33 até que tem razão, comenta-se que o Prof Daniel é mesmo sócio da FATECI e do colégio Nobel, como empresário é empreendedor, mas com a fusão fafipa/uem, terá que escolher, entre dar aula na fafipa ou nas suas escolas,não tem como servir a dois senhores ao mesmo tempo, se ,além disso, o prof Daniel, tiver TIDE (Tempo Integral e Dedicação Exclusiva), aí e sacanagem. Prof ,o sr anda com extintor? por quê, quem tem rabo de palha,não pode passar perto de fogo, queima

Anônimo disse...

Meu Deusss!!!!!

agora ficam nesse bate-rebate.

Poque não nos unimos todos e lutamos pela nossa UNIVERSIDADE?

Par que ficarmos dependentes de outra se podemos continuar como nossa Autonomia?

Porque a FAFIPA, não pode ficar reconhecida como UFPR, UEL e até mesmo a UEM?

Sabe, eu acho que todos que estão discutindo, deveria pensar melhor no que reamente é o melhor para PARANAVAÌ. Não acredito que fusão e até mesmo a continuação como faculdade seja a melhor opção para a CIDADE.

Anônimo disse...

Só não entendo por que não reclamaram também quando o Demerval (foi o primeiro a se manifestar no jornal) escreveu um artigo sobre o assunto e defendendo a fusão. O Jorrovi foi manchete do jornal defendendo a fusão.
ô povinho com a memória curta e a inteligência ainda mais. So acham ruim quando tem suas opiniões contrariadas. CRESÇAM!

CAVERNA disse...

Joaquim,
Esse assunto vai dar muito
pano pra manga ainda!!!
É o Brasil!!!

CARLOS FLORIANO FERREIRA disse...

ao anonimo das 14:05.

voce pede pra nos unir-mos mas quando os academicos se unirão em favor da UNESPAR o movimento do mesmo desapareceu, dos corredores e das salas da faculdade, por quase um ano se naum estou enganado, e agora quase que oportunamente esse movimento volta ao mesmo tempo em que a discusão com a fusão da UEM. eu Nunca fui consultado ou se quer me perguntaram se eu queria, ou apoiava que a FAFIPA fisesse parte da UNESPAR quando comeceia estudar em 2005 na FAFIPA até eu terminar em 2008 e o mesmo aconteceu com a maioria, não foi feito um debate, ou uma pequena explanação dentro da salas pelos que queriam a FAFIPA incluida na UNESPAR. sei que esse projeto da Unespar ja existe desde o tempo do ex-governador Jaime Lerner, mas até hoje não vi ninguem expondo essa questão de forma aberta nas radios nos jornais ou representantes da comunidade discutindo sobre a possivel Inclusão da fafipa neste projeto e discutindo quais os beneficios que poderiam trazer para a fafipa e a região, se teria autonomia. O Governo apoia sim a união entre faculdades mas quando essa fazen parte da mesma região para o crescimento e desenvolvimento da mesma, mas as faculdades envolvidas no projeto da Unespar fazem parte de regiões totalmente diferentes uma das outras, com identidades culturais diferentes. pensou eu que se a fafipa fisesse parte da Unespar ela continuaria isolada com os mesmo grupo de professores no poder, so que com uma diferença teriam mais recursos financeiros e fariam com a verba a mesma coisa que fizeram com a verba destinada a Implementação de Infra-Estrutura de Pesquisa/Ensino nas Faculdades Públicas Estaduais do Paraná que veio de um investimento oferecido pela Fundação araucaria através de uma chamada no site da mesma, e com esse dinheiro fizeram a nova sede Administrativa da Fafipa, enquanto eu e muitos outras pessoas sentavamos em carteiras apertadas que servião apenas para crianças.
mas graças e essa discussão entrei na internet um texto datado de 19/09/2003 intitulado "A REESTRUTURAÇÃO DAS UNIVERSIDADES ESTADUAIS DO PARANÁ" no site da SETI que discute o Projeto da UNESPAR e contem informações de suma importancia para aqueles que participam deste debate. naum deixem de ler.

abaixo esta o link do site da SETI sobre a UNESPAR
http://www.seti.gov.br/noticias/noticias_2003/setembro/ARTIGO.htm


este outro link é o da chamada da Fundação Araucaria
http://www.fundacaoaraucaria.org.br/chamadas/chamadas2008/CP03-2008.pdf

viva ao bom debate!!!!!!

Ouça o Jornal do Meio-Dia pelo link da Cultura AM - Clique na logon da Caiuá

Quem sou eu

Paranavaí, Paraná, Brazil
Radialista, apresentador do Jornal do Meio-Dia, na Caiuá FM e Cultura AM (Paranavaí-PR-Brasil) de segunda a sexta, das 12.00h. às 13.00h. E-mail : joaquimpintoster@gmail.com

Arquivo do blog

PARA BUSCAR NO BLOG CLIQUE AS PALAVRAS ABAIXO